Os testes Elisa são os mais utilizados e recomendados para detectar o vírus HIV nos seres humanos

Ver PDF | Ver Impressão
por: Andreita Total leituras: 121 Nº de Palavras: 3609 Data: Wed, 5 Feb 2014 Hora: 2:54 PM 0 comentários

 Tais testes, como o Elisa, são chamados de testes imunoenzimáticos e muito específicos, ou seja, cada reagente é feito uso especificamente para uma função.

Os testes Elisa são essenciais na hora de detectar o vírus HIV que demonstra a existência da AIDS e as vantagens desse específico exame se encontra no fato de que ele pode detectar a aparição do vírus em um tempo reduzido. Fora determinar os anticorpos ele detecta os antígenos do HIV. Essa otimização do tempo de diagnóstico aconteceu por conta das inúmeras pesquisas feitas por laboratórios clínicos, que desenvolveram o objetivo de estabelecer um processo de forma mais precisa e com muita rapidez. Há um tempo, os testes para o vírus HIV demoravam perto de um período de um mês para ficarem prontos, o que deixava com atrasos o iniciar do tratamento médico.

 Quando o teste Elisa destacar a aparição do vírus HIV no corpo do paciente, outros testes serão feitos para que ocorra a comprovação da carga viral, reconhecendo que o primeiro teste estava correto e não haver dúvidas na hora de diagnosticar e dar início ao modo de tratamento do paciente soropositivado.

 No momento em que a pessoa aparece nesse grupo de risco, ele deve ir a busca de seu médico que pode confiar e passar por vários exames clínicos em detalhes. Ao fazer tais exames o profissional médico deve solicitar exames clínicos mais extensos e pedir o teste Elisa, a fim de que se o vírus HIV estiver presente no corpo das pessoas, ele possa ser verificado. a finalização desse tipo de exame clínico vai diretamente para o médico que o requisitou, assim havendo uma análise muito específica do resultado final antes de vir às mãos do indivíduo.

Os testes Elisa são muito importantes e bastante determinantes para identificar os anticorpos que aparecem contando com o quadro de infecção estar se agravando. Se houver de verdade o problema infeccioso pelo vírus HIV o desenvolvimento de anticorpos aumentará e em algumas poucas semanas eles serão constatados pelo teste Elisa. O nome de identificação desse tipo de exame usado é o exame de rastreio e este vai focar de forma específica em fazer a identificação do vírus da AIDS.

 Na hora em que há uma forte suspeita da presença do vírus, ao analisar o panorama geral do indivíduo e outros estados de saúde, é importante que se faça por algumas vezes o teste Elisa, se uma vez feito o teste, ele tenha sodo constatado como negativo. A pessoa que será submetida ao teste médico pode, no caso, ter feito tal exame durante a janela de contaminação, ou, no determinado tempo onde os anticorpos ainda não poderiam ser constatados como total correção.

 

Sobre o Autor

Para mais informações, visite: Wako

Visite também: comprar reagentes




Pontuação: Não pontuado ainda


Comments

No comments posted.

Add Comment