Perfumes genéricos vs Perfumes Originais

Ver PDF | Ver Impressão
por: Maria Total leituras: 1191 Nº de Palavras: 346 Data: Wed, 6 Oct 2010 Hora: 5:03 PM 0 comentários

São muitas as pessoas que estão mal informadas e que têm conceitos completamente errados acerca dos perfumes genéricos.

Em primeiro lugar há que deixar uma coisa bem clara:

Fragrâncias genéricas não são réplicas nem imitações.

Posto isto, vamos então explicar o que são realmente:

Perfumes genericos são fragrâncias marca branca, cuja receita e ingredientes se baseiam em marcas patenteadas (os chamados perfumes originais).

Tem-se a mesma fragrância (ou semelhante) que é comercializada sob o conceito de marca branca, ou seja é embalada e comercializada em frascos com marca própria (diferente da original).

Podemos afirmar que a qualidade dos perfumes genéricos é muito semelhante à dos originais, ao contrário das imitações que são embaladas em frascos que imitam os originais, mas em que o líquido não tem nada a ver com o aroma original.

O conceito de genericos não existe apenas na perfumaria.

Hoje em dia este conceito já se espalhou a quase todas as áreas do comércio: indústria farmacêutica (quem ainda não ouviu falar de medicamentos genéricos?), indústria alimentar, entre muitos outros sectores.

A grande vantagem da perfumaria genérica é que permite que qualquer pessoa use o seu perfume preferido, mas pagando cerca de 3 vezes menos.

Afinal de contas, ninguém usa o frasco ao pescoço, certo?

Então porquê pagar 3 vezes mais?

Regra geral, os perfumes genéricos são sinónimo de qualidade, e assim sendo correspondem às expetativas das pessoas, e vão ganhando um cota de mercado cada vez maior.

Sobre o Autor

Mais dicas sobre perfumes em: http://www.tema-livre.com/?s=perfumes

 




Pontuação: Não pontuado ainda


Comments

No comments posted.

Add Comment