Viver com Parkinson na sua própria casa

Ver PDF | Ver Impressão
por: TKencasa Total leituras: 63 Nº de Palavras: 551 Data: Fri, 25 Jul 2014 Hora: 10:32 AM 0 comentários

O Parkinson é uma doença neurológica de progressão lenta, na qual sobretudo os movimentos são afetados. Para permitir aos doentes que continuem a viver na sua própria casa, muitas vezes são necessárias medidas de alteração.

Pessoas com Parkinson perdem constantemente células nervosas no cérebro, que contêm a substância mensageira dopamina. Os níveis baixos desta substância são responsáveis pelos principais sintomas da doença de Parkinson. 

http://www.encasa-experts.com/pt/a-vida-na-terceira-idade/saude-na-terceira-idade/

Tremores

Os tremores são o primeiro sinal de Parkinson. Os primeiros membros a serem atingidos são, sobretudo, as mãos e os braços, especialmente em repouso.

Logo no início da doença, os pacientes deixam de conseguir realizar os movimentos rápidos e de forma fluída. Coisas do dia-a-dia, como simplesmente comer, tornam-se cada vez mais difíceis. O abrandamento das sequência dos movimentos e a rigidez muscular podem, no entanto, ser minimizados por medicamentos e exercícios.

Rigidez muscular

Muitas vezes, a rigidez muscular expressa-se inicialmente como tensão dolorosa, por ex., na parte superior do braço. Medicamentos especiais trazem alívio rápido dos sintomas.

Distúrbios da marcha e posturais

A postura típica, dobrada para a frente, dos doentes com Parkinson nota-se logo no estádio inicial da doença. A marcha torna-se mais lenta, os passos mais curtos. O perigo de queda aumenta quando à rigidez muscular se juntam e os reflexos mais lentos. Quando se verifica uma queda, os doentes muitas vezes têm mais medo de cair e são eles próprios a limitar a sua vida quotidiana.

Viver na sua própria casa

Muitos doentes gostariam de viver o máximo de tempo possível na sua casa. Isso é possível quando o espaço em que o doente vive está adaptado às suas necessidades. Para isso, é possível usar os seguintes meios auxiliares para o quotidiano:

 

Talheres, pratos, chávenas e copos especiais

Cadeiras direitas como encostos altos e apoios de braços

Cadeiras elevatórias

Camas ajustadas de forma especial

Utensílios de pegar objetos e ajudar a vestir

Em determinadas condições, o seguro de cuidados de saúde pode subsidiar medidas de alteração da casa se ajudarem no cuidado do doente ou permitirem um estilo de vida autónomo. Em caso de dúvida, entre em contacto com o seu seguro de cuidados de saúde.

Se tiver questões relativamente às nossas cadeiras elevatórias, os colaboradores da nossa linha direta estão sempre à sua disposição.


Sobre o Autor









Saúde na Terceira Idade -  Melhorar a qualidade de vida do Idoso - Encasa Experts
Conselhos para melhorar a qualidade de vida do idoso. Como viver autonomamente com alzheimer, evitar quedas, osteoporose, parkinson, reumatismo, e mais informações úteis para a terceira idade.




Pontuação: Não pontuado ainda


Comments

No comments posted.

Add Comment