Artigos sobre Finanças

331: Brasileiro é o 10º que mais gasta com celular
Segundo dados compilados pela União Internacional das Telecomunicações (UIT) no relatório "Medindo a Sociedade de Informação", divulgado na semana passada, as empresas de telecomunicações brasileiras ocupam o quarto lugar na lista das maiores receitas (em dólar).Segundo o relatório, o brasileiro é o 10º entre os que gastam maior percentual de sua renda para fazer ligações de celular: na média, 7,3%, mesmo número de 2010.

332: Alckmin pede estudo para pagar seguro a PM de folga
"O contrato que nós temos com a seguradora [MetLife] prevê o pagamento para o policial que morre em serviço, mas há casos de PMs mortos fora de serviço em decorrência da atividade policial. Então, já determinei ao secretário de Segurança que verifique a questão jurídica, mas nossa intenção é proteger, sim, as famílias através do seguro", afirmou Alckmin.

333: Cadê a apólice de seguros do Ouro Verde?
O decreto nº. 61.867, de 11/12/67, baseado no artigo 144 do decreto-lei no. 73/66, estabelece: artigo IX: Dos seguros obrigatórios contra riscos de incêndio de bens pertencentes às pessoas jurídicas. O artigo 18 preceitua que as pessoas jurídicas de direito público são obrigadas a segurar contra os riscos de incêndio seus bens móveis e imóveis situados no país.

334: Surge uma nova classe média global
Já a renda da população da Índia (que atingirá 1,6 bilhão de pessoas em 2050) será seis vezes maior que a atual. As Filipinas, cuja população será o dobro da alemã em 2050, vão ter um aumento de renda de nove vezes. Entres os países latino-americanos, um dos maiores destaques do relatório é o Peru, que é considerado uma "estrela". O aumento médio da renda peruana projetado até 2050 é de quase 5% ao ano, comparado com menos de 3% para o Brasil

335: Brasileiros têm prejuízo de R$ 16 bi com fraude virtual
Os brasileiros perdem cerca de R$ 16 bilhões por ano em fraudes cibernéticas ou suas consequências, como gastos para conserto de máquinas ou despesas para reaver valores. As redes sociais são um dos principais alvo dos ladrões virtuais. Os dados são da versão 2012 do relatório da empresa de segurança virtual Norton Symantec.

336: Seguro de vida para policiais
O seguro de vida e acidentes pessoais contratado pela maioria dos brasileiros paga o capital segurado para os beneficiários das vítimas de assassinato porque se trata de risco coberto. E a indenização, no caso de apólice com as garantias de morte por qualquer causa e morte acidental, deve ser paga em dobro, uma pela morte por qualquer causa e outra pelo assassinato. Tanto faz se o segurado era policial ou não. É absolutamente irrelevante para o seguro qual a profissão do segurado.

337: Preços tendem a subir 10%
A criação da Agência Brasileira Gestora de Fundos e Garantias (ABGF), conhecida no mercado pela alcunha Segurobrás, também foi alvo de críticas do deputado. Ele conta que chegou a apresentar cinco emendas ao projeto, quando em tramitação na Câmara, com o intuito de reduzir o raio de atuação da estatal. As emendas foram rejeitadas. “ABGF é absolutamente desnecessária”, sustenta Armando Vergilio.

338: Sempre Odonto atrai corretores
Eliseu Santos reafirma que a prioridade é a valorização da parceria. E, para tanto, ele diz que a empresa conta com dois trunfos importantes: “não enfrenta a paralisação no atendimento ao cliente, sério problema que afeta muitas concorrentes, e ainda conta com a maior rede credenciada no Estado do Rio de Janeiro, sem contar o fato de oferecer planos com abrangência nacional”.

339: Empresa individual aparece como alternativa ao Simples
Henrique Brandão ressaltou, contudo, que é preciso ficar atento a alguns detalhes da lei, como no controle da empresa, pois apenas uma única pessoa pode constituir a Eireli. A legislação também proíbe que a pessoa abra mais de uma empresa individual de responsabilidade limitada da mesma modalidade. O dirigente sindical sugeriu ainda que as assessorias de seguros incentivem os corretores a optar pela Eireli, cuja constituição exige, hoje, capital integralizado de R$ 62,2 mil.

340: Foz do Iguaçu será palco do VIII Congresso Brasileiro de Direito Previdenciário
Entre os dias 9 e 11 de outubro, advogados, acadêmicos, defensores públicos e interessados no assunto de todo o País e do Mercosul estarão reunidos em Foz do Iguaçu, no Paraná, para participar do VIII Congresso Brasileiro de Direito Previdenciário e do III Congresso de Direito Previdenciário do Mercosul. A presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP)


Página 34 de 54
[1]   [2]   [3]   [4]   [5]   [6]   [7]   [8]   [9]   [10]   [11]   [12]   [13]   [14]   [15]   [16]   [17]   [18]   [19]   [20]   [21]   [22]   [23]   [24]   [25]   [26]   [27]   [28]   [29]   [30]   [31]   [32]   [33]   [34]   [35]   [36]   [37]   [38]   [39]   [40]   [41]   [42]   [43]   [44]   [45]   [46]   [47]   [48]   [49]   [50]   [51]   [52]   [53]   [54]