Artigos sobre Finanças

191: Mais barato, seguro judicial avança
Esse é um dos motivos que têm levado o mercado de seguros a investir na divulgação da garantia judicial para empresas, advogados, procuradores e juízes. A outra razão é que as taxas cobradas são maiores e os prazos das apólices costumam ser mais longos que os de garantia para obras. A lei que regulamenta esse seguro define um prazo mínimo de dois anos para cada contrato, mas no mercado eles variam entre três e cinco anos.

192: Seguro rural: contrastes e reflexões
Um olhar mais atento revela que nem todas as engrenagens estão bem ajustadas. Uma das cadeias mais importantes do agronegócio é a agricultura. Por sua natureza, ela é uma atividade que envolve uma série de riscos, sendo que um dos mais perversos é o climático. Em decorrência de uma seca prolongada as perdas poderão ser elevadas, com prejuízos não apenas aos municípios afetados, mas para uma região geográfica inteira.

193: Setor cresce imune a crises
Pelo levantamento da Susep, o VGBL, que tem característica de planos de previdência privada, também continua batendo recorde de captação. Em outubro faturou R$ 5,388 bilhões, nada menos que 58% a mais do que em idêntico mês do ano passado. Em relação ao mês anterior, o incremento foi de 41,8%. No acumulado em dez meses, a alta foi de 36,5%, ao atingir montante de R$ 46,181 bilhões.

194: Golpes envolvendo Fenaprevi e CNSP causam preocupação
Outro golpe em uso hoje na praça envolve a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), que da mesma forma veicula um alerta em seu site (www.cnseg. org.br/fenaprevi). O texto menciona que o nome da entidade tem sido utilizado, indevidamente, em correspondência enviada a pessoas físicas, sistematicamente.

195: Semana Nacional de Conciliação auxilia no andamento de processos
7ª Semana Nacional de Conciliação no Rio Grande do Sul, que envolve processos do Seguro DPVAT, ainda não findou seus trabalhos e já trabalha com o número de 340 acordos realizados somente nesta área. No total, o Tribunal de Justiça finalizou até agora 839 acordos, considerando esse evento e o mutirão, realizado entre os dias 29 de outubro a 1 de novembro, que gerou outros 499 acordos.

196: Planos pagam valores defasados para ginecologistas e obstetras de São Paulo
A conclusão é de um levantamento que vem sendo preparado pela Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp) desde 2010, para o qual foram coletados dados de 44 planos de saúde. O procedimento com o valor mais defasado, segundo o estudo, é a retirada de útero (histerectomia): enquanto o valor ideal é de R$ 789, um dos planos paga R$ 200 pela cirurgia.

197: Ser honesto é a melhor opção
De acordo com diretor regional Nordeste da Marítima Seguros, Fernando Grossi, a fraude tem como consequência mínima a perda da cobertura da apólice. “Quando há uma suspeita de fraude, o caso é investigado. Caso comprovado, as consequências judiciais também podem ser consideradas”, explicou.

198: Seguro de crédito à exportação
E se os prejuízos podem ocorrer nos negócios realizados no país, imagine os riscos de entrar no mercado internacional, vendendo para empresas e governos instalados em países que, muitas vezes, são conhecidos apenas por servirem de cenário ou enredo para alguma novela. Exagero? Pergunte para o povão o que ele sabe da Índia ou, mais recentemente, da Turquia.

199: Juros baixos entram na pauta de preocupações de corretoras.
Para 2013, os planos do grupo incluem a continuidade do investimento no cliente, com ações de aproximação através das mídias sociais, bem como em novas aquisições, sobre as quais julga ainda cedo para detalhar. “Virão novidades”, limita-se a dizer, acrescentando que a expansão do grupo nos próximos anos virá organicamente, via aquisições e com a entrada de novos sócios.

200: Cesvi promove debate sobre o mercado de rastreamento
Para Avelino Rocha, palestrante da Celtec/Grupo AUTOCARGO, o encontro pode esclarecer aos participantes que o menor preço nem sempre gera competitividade, já que o rastreamento é um processo sistêmico, onde o fator humano é a peça mais importante. “Por isso é necessário, dentro da cadeia sistêmica, um constante treinamento e capacitação”, explicou.


Página 20 de 54
[1]   [2]   [3]   [4]   [5]   [6]   [7]   [8]   [9]   [10]   [11]   [12]   [13]   [14]   [15]   [16]   [17]   [18]   [19]   [20]   [21]   [22]   [23]   [24]   [25]   [26]   [27]   [28]   [29]   [30]   [31]   [32]   [33]   [34]   [35]   [36]   [37]   [38]   [39]   [40]   [41]   [42]   [43]   [44]   [45]   [46]   [47]   [48]   [49]   [50]   [51]   [52]   [53]   [54]